20.09.2017 - 12:21:30
Canavieiros terão piso salarial de R$ 960 na Paraíba

Ficou em R$ 960 o piso salarial dos canavieiros que atuarão na safra 2017-2018, na Paraíba. O valor foi definido na tarde da última terça-feira (19), após uma acalorada 2ª e última rodada de negociações entre a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado da Paraíba (Fetag-PB), os Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs), e representantes das empresas que atuam no setor sucroalcooleiro paraibano.

Essa foi a primeira Convenção Coletiva da categoria após a aprovação da Reforma Trabalhista, que entra em vigor em novembro, e retirou uma série de direitos conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros.

O impasse se deu por conta do pagamento das horas in itineres, ou seja, pelas horas extras em que o trabalhador gasta em transporte fornecido pelo empregador até o local de trabalho recebidas pela categoria há cerca de 7 anos. “Garantimos um abono de R$ 50 aos trabalhadores que atuam no corte da cana, após a cessão do pagamento das horas in itineres, em novembro. Esse abono se encerrará ao final da safra”, afirmou o secretário de Assalariados da Fetag-PB, João Lau. 

Na avaliação do presidente da Fetag, Liberalino Lucena, essa foi uma das Convenções mais difíceis dos últimos tempos. “No entanto, tentamos fazer ver aos empresários o quanto representa na mesa de um trabalhador a perda de mais de R$ 100 que eram pagos pelas horas in itineres. Sobretudo porque o trabalhador satisfeito desempenha melhor suas tarefas e é mais produtivo”, destacou o presidente. o presidente da Fetag, Liberalino Ferreira de Lucena.

Ainda ficou acordado o pagamento de R$ 12 em cima do novo salário mínimo nacional, quando o mesmo ultrapassar o piso atual, a partir de janeiro. Na primeira rodada, realizada no dia 31 de agosto, sindicalistas e representantes da classe patronal confirmaram a data-base da categoria para o dia 1º de setembro, e a manutenção de quase todas as cláusulas da Convenção anterior, exceto as horas in itineres.

A pauta de reivindicações foi aprovada nas assembleias gerais realizadas, no dia 6 de agosto, nos 30 STTRs que atuam na zona canavieira.  A Fetag-PB representa cerca de 30 mil canavieiros nesta safra. E cerca de 90% dos trabalhadores do setor sucoalcooleiro são filiados aos Sindicatos. “Atribuímos este número ao reconhecimento de um trabalho que é realizado todos dias no campo com as parcerias do SRTE e Ministério Público do Trabalho”, afirmou João Lau, secretário de Assalariados da Fetag-PB. 


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
Governo não sabe o que fazer com a sua proposta de “reforma” da Previdência
Fetag-PB e STTRs debatem na Câmara de JP portaria que dá novo conceito ao Trabalho Escravo
Canavieiros terão piso salarial de R$ 960 na Paraíba
Fetag, Sindicatos e setor sucroalcooleiro iniciam campanha salarial de canavieiros na PB
Trabalhadores Rurais paraibanos param novamente nesta sexta (30)
 
 

 

2010 - 2017 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192