27.04.2018 - 07:54:39
Classe trabalhadora e movimentos sociais protestam nessa sexta (27), em alusão ao 1° de Maio

Em alusão ao 1° de Maio, uma agenda de ações e mobilizações serão realizadas nesta sexta-feira (27), pelas Centrais Sindicais (CUT, CTB e NCST) e as Frentes: Brasil Popular e Povo sem Medo, juntamente com a Fetag-PB e a ADUF, com uma programação que contempla a partir das 6h uma panfletagem na CBTU e Terminal de Integração, em seguida às 8h, concentração na FETAG-PB, localizada na Rua Rodrigues de Aquino, n° 772, Jaguaribe, para às 9h seguir em caminhada pelas ruas com um grande ato às 10h, em frente à Superintendência Regional de Trabalho e Emprego da Paraíba (SRTE), localizado na Praça Venâncio Neiva, nº 11 – Centro.

Os movimentos sociais e a classe trabalhadora estarão nas ruas de diversas cidades em todo o estado lutando por direitos, democracia e Lula Livre. Manifestações também repudiarão a famigerada reforma trabalhista, que acabou com direitos e conquistas históricas dos (as) trabalhadores, além de denunciar o atual governo golpista e corrupto de Michel Temer, responsável pelo cenário de miséria e privatização que vive o país com o aumento de milhões de desempregados e o retorno do país no quadro internacional da fome e da miséria.

Em carta divulgada nas panfletagens de mobilização para as atividades, a coordenação do ato repudia todos os malefícios trazidos por um governo ilegítimo. “Para piorar a situação, o regime autoritário instalado com o golpe, fere a democracia, dissemina o ódio e a intolerância, persegue os sindicatos e movimentos sociais, ativistas e lideranças...estimula a ação violenta...impondo um regime de medo e insegurança”. Ainda destaca também que, “a condenação sem provas com a prisão injusta do Ex-Presidente Lula – maior liderança produzida pela classe operária brasileira é uma demonstração viva de que o golpe foi, antes de tudo, contra os (as) trabalhadores (as) e suas conquistas”.

“Por esta razão, neste 1º de Maio, os trabalhadores (as) brasileiros (as), através  dos sindicatos e as centrais sindicais (CUT, CTB, NCST) que os representam, a FETAG, ADUF, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo, vêm denunciar em alto e bom som, o “desgoverno” desastroso do golpista Temer, dizer não as privatizações de empresas públicas, e defender seus direitos trabalhistas, a restauração da Democracia em nosso país, eleições limpas e a liberdade do Ex-Presidente Lula. Objetivos que tornam necessária a união de amplas as forças democráticas e populares”, diz o texto do material.

O secretário-geral da CUT-PB, Joel Nascimento, alerta para a urgência de fortalecer a mobilização e vigilância diante o grave cenário que se encontra a democracia brasileira e seus cidadãos. “Acreditamos que num estado de atentado constante ao patrimônio brasileiro e à própria democracia é nossa obrigação cidadã ir às ruas e dialogar com a população acerca das consequências desse golpe, que tem interesses claros a serviço do capital internacional, em detrimento do povo brasileiro e suas riquezas. Por isso, a extrema necessidade de realizarmos com a participação de todos e todas essa agenda de luta”, convocou.

Fonte: Assessoria de Comunicação CUT-PB

Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
Fetag, Sindicatos e setor sucroalcooleiro paraibano dão início a campanha salarial de canavieiros
Agricultores e Agricultoras Familares devem declarar ITR até 28 de setembro
7ª turma da Enfoc da Contag presta solidariedade a manifestantes em Greve de Fome por Justiça no STF
Conselho Deliberativo da Fetag reúne cerca de 200 lideranças sindicais em Patos
Fetag reúne Conselho Deliberativo nesta quarta (18), em Patos e no dia 25, em João Pessoa
 
 

 

2010 - 2018 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192