10.11.2017 - 11:10:47
Dia Nacional de Mobilização em Defesa dos Direitos

Nesta sexta-feira acontecem manifestações em todos os estados, mostrando à população as mazelas que o governo já trouxe à vida do trabalhador(a) e o que ainda pode ser aprovado, como a Reforma da Previdência, que dificultará o acesso à aposentadoria.

Confira a programação completa por estado:

Acre

Rio Branco

08h – Ato com concentração na Praça da Revolução

Alagoas

Maceio

08H – Concentração na praça Sinimbu

Amazonas

Manaus

16h - Manifestação na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia)

Amapá

Macapá

10h – Concentração na Praça da Bandeira

Bahia

Salvador

11h - Caminhada do Campo Grande até a Praçã Municipal

13h - Manifestação na porta da Previdência Social no Comércio

Brasília

09h – Ato Fora Temer e suas medidas - Espaço do Servidor – Esplanada dos Ministérios

Ceará

Fortaleza

Marcha da Esperança/ Dia Nacional de Luta contra a Reforma Trabalhista

8h – Praça Clóvis Beviláqua (Praça da Bandeira - Centro)

Espírito Santo

Vitória

12h- Concentração na Praça 8 e caminhada até a justiça do trabalho

17h- Ato na UFES (Universidade Federal do ES)

Goiás

Goiânia

16h- Ato unificado na Praça do Bandeirante

Minas Gerais

Belo Horizonte

09h – Ato na Praça da Estação

Mato Grosso do Sul

Campo Grande

16h – Ato na Praça Ari Coelho com enterro da CLT na superintendência do trabalho

Mato Grosso

Cuiabá

15h - Praça Alencastro

Pará

Belém

08h30 – Concentração no TRT na Praça Brasil – Caminhada até o Ver-O-Peso

Paraná

Curitiba

11h- Ato na Boca Maldita

Paraíba

João Pessoa

14h – Lyceu Paraibano

Pernambuco

Recife

09h – Assembleia da classe trabalhadora na Praça da Democracia (Derby)

Piauí

Teresina

08h – Ato Unificado – Praça Rio Branco – Com Caminhada pelas Ruas do Centro

 

Rio Grande do Norte

Natal

14h – Ato com concentração na Praça Gentil Ferreira no Bairro Alecrim. Depois será feita uma caminhada pelas ruas principais até a Cidade Alta

Roraima

Boa Vista

09h- Concentração na Praça do Centro Cívico – caminhada pelas ruas do centro

Rio Grande do Sul

Porto Alegre

10h as 14h – Plenária de Mobilização - Auditório da Igreja da Pompeia (R. Barros Cassal, 220, Floresta POA)

16h – Abraço à Justiça do Trabalho – Av. Praia de Belas

18h – Ato das Centrais – Esquina Democrática

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

16h – Concentração na Candelária – Caminha pra a Cinelândia

Santa Catarina

Florianópolis

16h- Ato no terminal Urbano

Várias regiões do estado, como Chapecó, Região Serrana, entre outras terão atos nas portas dos locais de trabalho.

São Paulo

São Paulo

09h30 – Ato em São Paulo – Concentração na Praça da Sé

10h30 – Caminhada até a Avenida Paulista

14h30 – Ato de professores e servidores no Palácio dos Bandeirantes contra o PL da Morte

Campinas

17h00 – Ato no Largo do Rosário, no Centro.

Sergipe

Aracaju 

15h- Ato com concentração às 15h na Praça Getúlio Vargas (praça da OAB)

Tocantins

Palmas

09h – Em frente a CEF – Quadra 105 Sul – Rua SE 01

 

NOTA DA CONTAG 

Em nota oficial a CONTAG reafirma sua luta em defesa dos direitos e convoca FETAGs e STTRs para as mobilizações de 10 de novembro

Os desmontes das políticas públicas e do estado democrático de direito comandados pelo governo ilegítimo de Michel Temer e pelo Congresso Nacional exigem uma intensificação de mobilizações por parte da sociedade brasileira. É preciso continuar denunciando os retrocessos, a perda de direitos da classe trabalhadora, os atentados aos direitos humanos e a criminalização dos movimentos sociais e sindical que lutam diariamente pela garantia e ampliação dos direitos dos brasileiros e brasileiras.

A Reforma Trabalhista entrará em vigor em 11 de novembro de 2017 e os prejuízos são enormes. Como exemplo, o trabalho será precarizado e os(as) trabalhadores(as) perderão muitos direitos trabalhistas e previdenciários.

Depois de engavetarem mais uma denúncia contra o presidente Michel Temer, dessa vez por tentativa de obstrução de justiça e organização criminosa, o Congresso Nacional tentará colocar em votação da Reforma da Previdência. Precisamos intensificar a nossa luta para barrar esse retrocesso. A Seguridade Social é uma das principais conquistas da sociedade brasileira e a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência Social, após meses de trabalho, concluiu e divulgou em seu relatório final, aprovado por unanimidade, que não existe déficit na Previdência Social. A CONTAG já defendia essa tese há anos e essa constatação anima a nossa luta em defesa desta importante política de distribuição de renda para o campo brasileiro e para o País como um todo.

Outra polêmica recente foi a publicação da Portaria do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que flexibiliza o conceito de trabalho escravo. A CONTAG sempre teve uma atuação incansável no combate ao trabalho escravo no Brasil, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e, na ocasião desta publicação, denunciou a tentativa do governo de dificultar as fiscalizações atendendo a uma demanda da bancada ruralista em troca de votos para o não andamento da denúncia contra Temer pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Portanto, não faltam motivos para irmos às ruas. As centrais sindicais estão convocando para 10 de novembro o Dia Nacional de Mobilização e Paralisações em Defesa dos Direitos. A CONTAG se somará às ações programadas para Brasília/DF e convoca as Federações e Sindicatos filiados a se integrarem aos fóruns estaduais e municipais para reforçarem as ações em todo o País.

BASTA DE RETROCESSOS! BASTA DE DESMONTE!

FONTE: DIRETORIA DA CONTAG


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
 
 


Últimas Notícias

11.09.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
14.08.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
12.08.2019
Cem mil mulheres mostram ao Brasil o poder das margaridas do campo, floresta e águas
12.08.2019
Marcha das Margaridas 2019 começa nesta terça (13)
17.07.2019
Cartilha da Trabalhadora Rural será lançada durante Marcha das Margaridas

 

2010 - 2019 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192