14.02.2011 - 12:02:39
Disque 100 agora também recebe denúncias de violação de direitos dos Idosos

O serviço telefônico conhecido como Disque 100 que antes recebia apenas denúncias sobre a violação de direitos de crianças e adolescentes, foi ampliado e, desde o início do ano, passou a atender também denúncias de violência contra idosos, população em situação de rua, pessoas com deficiência e de homossexuais vítimas de homofobia. O atendimento tem abrangência nacional, funciona 24 horas em todos os dias, incluindo finais de semana e feriados. As ligações são gratuitas e podem ser feitas a partir de linhas de telefone fixo ou móvel.

A assessora da Fetag, Geane Lucena, chama atenção dos vizinhos e amigos para que façam uso deste serviço denunciando, já que a violência contra o idoso, geralmente parte de seus familiares mais próximos. “Todos deverão ter conhecimento do Disque Denúncia. As lideranças sindicais deverão propagar nas suas bases, junto as associações, nas comunidades e na sociedade em geral esse mecanismo que pode contribuir bastante para diminuir esse processo de violência que a população do campo vem sofrendo”, destacou Geane.

Segundo o secretário da Terceira Idade da Contag, Natalino Cassaro, a criação do Disque Denúncia Idoso é uma antiga reivindicação do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, sempre apresentada durante o Grito da Terra Brasil. “Esse era um desejo antigo nosso, do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso e de todos os movimentos que representam o público beneficiado por esta medida. Para nós, do movimento sindical do campo, é um avanço que os nossos trabalhadores e trabalhadoras começam a receber lá na sua base”.

Para Natalino, a expectativa é que diminuam os casos de violência contra as pessoas da terceira idade a partir do momento que as denúncias sejam investigadas e os agressores, de alguma forma, punidos. “Se essa ferramenta for bem utilizada, com certeza vamos perceber alguma mudança”, espera o secretário.

As denúncias acolhidas pelo serviço são examinadas e encaminhadas para os órgãos responsáveis para apurar e tomar as providências cabíveis. O tema será discutido na próxima reunião do CNDI, ainda em fevereiro. A ideia é que essa instância acompanhe de perto o trabalho para mapear as denúncias e atuar de forma mais eficaz no combate à essa prática criminosa em todo o País. 

Sigilo – É importante lembrar que está garantido o sigilo do (a) denunciante quando o mesmo solicitar. Portanto, essa ferramenta funciona como uma aliada na redução da violência, principalmente na área rural, onde em inúmeras regiões não existem delegacias e nem policiamento.


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
11º Encontro da Terceira Idade será realizado a partir desta quarta (28)
O olhar e a participação da terceira idade nas Eleições de 2018
Presidente da Fetag atribui retirada dos Rurais da Reforma à forte pressão da categoria
Fetag-PB discute ações e perspectivas para a terceira idade em Seminário Nacional
Troca de conhecimentos e alegria marcam 10º Encontro da Terceira Idade da Fetag-PB
 
 

 

2010 - 2019 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192