05.10.2016 - 12:11:21
Fetag discute políticas públicas para Agricultura Familiar com representantes do MDA na Paraíba

 

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado da Paraíba (Fetag-PB) e vários Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs) paraibanos discutirão, na próxima segunda-feira (10), com os representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na Paraíba, entre eles, seu delegado federal, José Almeida Filho, as diversas políticas públicas do Ministério para a Agricultura Familiar, como o Plano Safra, Seguro da Agricultura Familiar, e Garantia Safra.

 O encontro acontecerá a partir das 8h, no Sindicato dos Bancários, localizado na Avenida Ministro José Américo de Almeida, 3100, Tambauzinho, em João Pessoa, e deverá contar com demais parceiros do órgão para o tema.

Visita a Fetag – Na última segunda-feira (3), a Fetag-PB, representada por seu presidente Liberalino Lucena, e os diretores Assis Firmino, Iara Enéas, José João, e Geraldo Mariano, além dos assessores Ivanildo Dantas e Fátima Elias, recebeu a visita do delegado federal do MDA na Paraíba, José Almeida Filho, empossado recentemente no cargo.

Durante o encontro foram discutidas formas de parcerias entre as duas entidades, com o intuito de beneficiar os homens e mulheres do Campo, no Estado, e a Fetag apresentou um documento com 16 pontos, contendo as demandas mais urgentes para esse público ao delegado José Almeida Filho.

Dentre as questões apresentadas, o presidente da Fetag, Liberalino Lucena, destacou, sobretudo a situação dos assentamentos paraibanos, sejam eles acompanhados pelo Incra, ou os do Crédito Fundiário. Para o presidente, não é possível aceitar a Reforma Agrária da forma que vem acontecendo na Paraíba, onde a grande maioria não tem o mínimo de acompanhamento. “A legislação Agrária é bem clara quando diz que a Reforma Agrária é a terra e as condições estruturais para o homem sobreviver do seu trabalho. E o carro-chefe da Reforma Agrária é a Assistência Técnica. Sem ela, não há como se produzir. Para mim, infelizmente, cerca de 80% dos assentamentos paraibanos estão mais para favelas rurais. É preciso mudar. E é preciso acabar também com a questão da venda de lotes. É inadmissível que pessoas que nada tem a ver com a agricultura, estejam tomando o lugar de um Trabalhador e uma Trabalhadora Rural”, destacou Liberalino.


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
 
 

 

2010 - 2018 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192