21.12.2016 - 13:12:02
Fetag-PB forma mais 50 lideranças em 6ª turma da Efor

O discurso da oradora da 6ª Turma da Escola de Formação da Fetag-PB, Maria do Socorro Gregório Silva, durante a solenidade de formatura realizada no dia 8 de dezembro, traduziu muito do empenho dela mesma e de seus colegas durante os 3 módulos em que aconteceram o Curso de Formação. 

“Nesse breve momento, temos a tarefa árdua de colocar em um discurso tudo o que esses 3 módulos representam para nós, formandos, que temos o mérito de concluir o Curso Estadual da Escola de Formação da Fetag-PB. E ressaltamos que nem nas melhores universidades desse país adquirimos tanto conhecimento. É fato, que isso foi fruto da escolha mais importante que fizemos, de estarmos nesse lugar de Transformação Política Sindical, pois é com esse aspecto que a Efor tem se preocupado, formar lideranças que pensem e repensem criticamente os rumos da luta, da organização sindical, das práticas sindicais, valorizando a pluralidade de ideias a construção coletiva de conhecimentos, a autocrítica, a troca de conhecimentos a partilha de saberes e fazeres”.

Socorro continua: “Éramos ingênuos, a ponto de pensar que sabíamos e fazíamos muito em nosso município enquanto dirigentes sindicais, com medo de ultrapassarmos fronteiras mediante os obstáculos e dificuldades que no dia a dia vinham ao nosso encontro. Esquecemos que somos uma nação forte, destemida e que podemos juntos ser mais fortes. Na verdade, na Efor, redescobrimos como chegar onde desejamos: defender nossos Agricultores e Agricultoras Familiares como o que temos em mãos, nossa vontade de lutar. Agora teremos mais escolhas, mais obstáculos e, com certeza, mais vitórias pela frente. Fortes fomos e somos, conseguimos passar por muitas mudanças e seremos fortes também para encarar todas as dificuldades que o futuro nos reserva. Todas as experiências pelas quais passamos é que constroem a história do Movimento Sindical e a nossa história.

A oradora lembrou ainda, a visita que a turma fez ao Assentamento Carrasco, localizado em Esperança, acompanhado pela Fetag-PB e considerado um modelo no Estado. “Como não lembrar da visita ao Assentamento Carrasco, das experiências e lutas vividas por aquela comunidade até que chegassem onde estão hoje, mesmo com a seca que castiga não desistem diante das dificuldades, as palavras cantadas por Flávio Leandro retrata bem isso. “Eu pensei que tivesse resolvida, essa forma de vida tão medonha;
Mas, ainda me matam de vergonha, os currais, coronéis e suas cercas;
Eu pensei nunca mais sofrer da seca, no nordeste do século XXI, onde até o voo troncho de um anum, fez progressos e teve evolução”.

Momento difícil para os Trabalhadores(as) – Em seu discurso, não deixou de avaliar o momento político pelo qual passa o País, com medidas anunciadas, bastante difíceis para todos os Trabalhadores, em especial para os Trabalhadores do Campo.  “Hoje, infelizmente, estamos vendo os direitos conquistados pelo Movimento Sindical ameaçadas por pessoas que não ficaram satisfeitas com o avanço que os Trabalhadores conseguiram na última década. Não podemos esquecer que temos um único objetivo em comum: o cuidar dos direitos dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares que muitas vezes não tem como se defender, e para que possamos cumprir nossa tarefa com maior eficiência e eficácia precisamos nos capacitar cada vez mais”.

Educação para a superação dos momentos difíceis - Ao concluir, Socorro apontou a educação como a melhor arma para superar os momentos de dificuldade. “Portanto, assim como a terra seca precisa da chuva e tem sede dela, assim também somos nós, precisamos e melhoramos com a educação, pois ela é a nossa chuva! Nossa turma é inteligente, tem garra e opinião para fazer acontecer. Nós lutamos para hoje estarmos aqui. Concluo com as palavras de Paulo Freire: "É preciso diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, até que num dado momento, a tua fala seja a tua prática."

Solenidade - 50 lideranças sindicais do Campo receberam no dia 8 de dezembro seus certificados de conclusão da 6ª turma da Efor-PB. O nome da turma foi do, já falecido, tesoureiro geral da Fetag-PB e ex-presidente do STTR de Esperança, José Antônio Pereira (Zé Mateus).

Segundo a coordenadora da Escola, Cleide Araújo, este curso foi realizado, preferencialmente, para os presidentes e tesoureiros dos Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs), ou ainda funcionários que trabalham no setor de informática destas entidades. “O intuito, durante esta formação, foi dar um destaque maior a questão da prestação de contas e organização interna dos Sindicatos, orientando-os sobre a formulação de arquivos, atas, realização de assembleias, etc”.


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
 
 

 

2010 - 2018 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192