04.05.2016 - 11:07:14
Pouco o que comemorar, muito pelo que lutar

O Senado Federal realizou na última segunda-feira (2), sessão solene em comemoração ao Dia Mundial do Trabalho. Foram convidados representantes de diversas entidades de defesa dos direitos dos trabalhadores(as), entre elas a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag), a Procuradoria Geral do Trabalho, a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Associação Latino-Americana de Juízes do Trabalho.

A defesa da democracia e o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff foi um dos principais temas abordados durante a sessão, e vários dos oradores concordaram de que não há o que comemorar neste 1º de maio de 2016, uma vez que tramitam no Congresso Nacional 55 projetos de lei destinados a reduzir a proteção dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, de acordo com pesquisa do Departamento Interssindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Entre esses projetos estão o da terceirização para todas as atividades dos setores produtivos, abrindo a porta para a precarização do trabalho, assim como o projeto que quer fazer prevalecer o negociado sobre o legislado nas negociações trabalhistas, o que pode abrir grandes desvantagens para os(as) trabalhadores(as).

O vice-presidente e secretário de Relações Internacionais da CONTAG, Willian Clementino Matias foi um dos oradores da sessão solene, assim como a secretária de Mulheres Trabalhadoras Rurais da CONTAG, Alessandra Lunas. “Saibam todos aqueles que querem mexer nos nossos direitos que o amanhã não será de flores, como hoje. A bíblia já disse que a semeadura é opcional, mas a colheita é obrigatória. Nos esperem, porque estaremos na rua defendendo nossos direitos. Não esqueçam que 2018 virá e os trabalhadores vão ocupar esse espaço, não para ser homenageados, mas para fazer valer nossos direitos. Os povos do campo, da floresta e das águas, os agricultores e agricultoras familiares que alimentam nosso país vão continuar em luta em defesa da reforma agrária, em defesa da segurança e soberania alimentar, e sobretudo no fortalecimento da agricultura familiar”, afirmou Willian Clementino, na tribuna.

Fonte: Assessoria de Comunicação CONTAG - Lívia Barreto


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
Marcha das Margaridas 2019 começa nesta terça (13)
Fetag, Contag e Senar realizam a primeira Oficina de Base na Paraíba
Fetag-PB inicia ciclo de Oficinas de Base, nesta quarta-feira (10)
Fetag e STTRs participam de entrega de propostas para agricultura familiar ao governo do Estado
 
 


Últimas Notícias

11.09.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
14.08.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
12.08.2019
Cem mil mulheres mostram ao Brasil o poder das margaridas do campo, floresta e águas
12.08.2019
Marcha das Margaridas 2019 começa nesta terça (13)
17.07.2019
Cartilha da Trabalhadora Rural será lançada durante Marcha das Margaridas

 

2010 - 2019 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192