11.06.2012 - 11:58:45
Receita e Procon Estadual fiscalizam estabelecimentos que revendem ração animal com isenção de ICMS

A Secretaria de Estado da Receita (SER) e o Procon Estadual vão realizar uma operação conjunta de fiscalização nos estabelecimentos do varejo que revendem a ração animal para garantir que a isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) chegue ao consumidor final. As operações serão efetuadas de forma estratégica nos estabelecimentos que revendem o produto de cada região do Estado onde estão localizados os 195 municípios paraibanos atingidos pela estiagem este ano, beneficiados com a desoneração tributária.

Desde o dia 28 de maio, todas as empresas paraibanas que comercializam rações animais e matérias-primas para o rebanho bovino e de ovinocaprinocultura estão com alíquota zerada de ICMS na compra de produtos oriundos de outros estados. A Secretaria de Estado da Receita aderiu ao convênio do Confaz/ICMS de nº 54, que isenta os produtos destinados à alimentação do rebanho nos 195 municípios. Nas operações do mercado interno, os produtos de ração animal já contam com a isenção de ICMS.

A falta de oferta de pasto no campo, em consequência da estiagem mais forte este ano no interior do Estado, principalmente nas regiões do Sertão, Seridó e Cariri, vem elevando a compra de ração animal para os pequenos produtores e agropecuaristas. O custo para manter minimamente o peso do gado também aumentou. O rebanho do Estado atualmente é de 1,4 milhão de animais.

“A isenção do ICMS tem como objetivo principal baratear o preço final dos principais produtos que servem de alimentação animal nos municípios atingidos pela seca. Com a operação conjunta do Procon-PB e a Receita Estadual, queremos garantir que essa desoneração chegue ao consumidor final, ou seja, aos pequenos produtores e agropecuaristas”, revelou o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano.

“Além da fiscalização nos estabelecimentos, os pequenos produtores e agropecuaristas paraibanos podem acionar o órgão de defesa do consumidor, caso eles encontrem suspeita de preços revendidos da ração sem a devida isenção”, lembrou a secretária executiva do Procon-PB, Klébia Ludgério.

Além da fiscalização nos estabelecimentos, a Receita Estadual e o Procon Estadual vão disponibilizar outros canais de comunicação para que os pequenos produtores e os agropecuaristas denunciem possíveis preços abusivos nos estabelecimentos que revendem o produto ao consumidor final.

 
Os estabelecimentos comerciais devem registrar, na saída da mercadoria, que o produto está isento de ICMS e citar, na nota fiscal, o número do convênio (nº 54), para que a isenção seja garantida.

Denúncias - Os consumidores podem fazer denúncias presencialmente ou por telefone             (83) 3218-6959. A Secretaria de Estado da Receita também vai disponibilizar os canais das redes sociais como o twitter, no endereço @sergovpb, para orientações e possíveis denúncias ao Procon Estadual.
 


Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
2ª etapa de vacinação contra febre aftosa na Paraíba vai até 30 de novembro
Plano Safra vai ofertar R$ 300 milhões em crédito na Paraíba
Governo adia campanha de vacinação contra aftosa no Nordeste
Plano Safra lançado na Paraíba com presença do ministro Pepe Vargas
Abrem esta semana quatro novos postos distribuirão ração animal em municípios da Paraíba
 
 

 

2010 - 2019 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192