15.09.2017 - 11:41:36
Salões do Jovem Saber discutem a atualização do programa

A Contag sempre investiu em formação sindical e cidadã para os trabalhadores e trabalhadoras rurais. E um dos seus processos formativos é direcionado exclusivamente para a juventude rural, que é o Programa Jovem Saber, que foi criado há 13 anos.

O Jovem Saber utiliza o método de educação à distância, via internet, organizado a partir de grupos de estudo, dividido em oito módulos que tratam de temas que dialogam com o Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS). Ao longo dos anos, o Jovem Saber atingiu mais de 30 mil jovens, em mais de 4.300 grupos, e pode-se notar que o programa tem contribuído para o fortalecimento político da organização juvenil no movimento sindical e tem proporcionado o reconhecimento por parte da juventude sobre a importância da sindicalização.

Para avaliar a eficácia e debater a necessidade de atualização do programa, adequando às novas tecnologias e temáticas de interesse da Juventude Rural, a Secretaria de Jovens da Contag está realizando os Salões Regionais do Jovem Saber, e o primeiro aconteceu nos dias 11 e 13 de setembro de 2017, em Brasília, que foi o Salão do Jovem Saber Região Centro-Oeste, reunindo jovens dos estados do Distrito Federal e entorno, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além da juventude da Região Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná).

Essa atualização do Jovem Saber também visa aumentar o interesse da juventude rural pelo programa e que os grupos formados concluam todos os módulos. “Os Salões Regionais visam fazer um diagnóstico sobre o funcionamento dos grupos, o que precisa melhorar no conteúdo, no sistema e na forma de acesso, que materiais podem ser usados como subsídios para os grupos, como inovar para motivar os grupos, entre outras questões”, explica a secretária de Jovens da Contag, Mônica Bufon Augusto.

O jovem Jeilson Miranda Gazzola, de 24 anos de idade, é filho de agricultores familiares de Mato Grosso do Sul e participou do encontro. Passou a ter conhecimento sobre o programa a partir do Salão do Jovem Saber e acredita que essa formação pode contribuir e muito para o trabalho dos(as) jovens no meio rural e para a inserção na militância no movimento sindical. “Eu aprendi que a partir do programa Jovem Saber encontramos muitas informações e orientações. Se a gente se unir em associações e cooperativas, por exemplo, podemos encontrar maneiras de conseguir escoar a produção, a vencer os desafios, dando uma boa sustentabilidade para a gente no meio rural”, destaca Jeilson, que completa: “o aprendizado obtido com o Jovem Saber pode mudar a vida de muita gente, como mudou a minha vida”.

Além de discutir a avaliação do programa, o Salão do Jovem Saber também contou com momentos de análise de conjuntura e de debates. A doutoranda em Educação do Campo Maura Pereira dos Anjos fez uma exposição sobre o contexto da educação do campo, do desmonte das políticas públicas de educação, as dificuldades e os desafios do estudo no campo. “A luta pela educação do campo foi uma das que conseguimos avançar, mas agora vemos a ameaça de extinção de todos os programas. O que avançou foi mais na formação de jovens e adultos. Mas, na educação infantil e nas creches rurais não avançou nada”, avalia Maura.

Também houve uma conversa com a Escola Nacional de Formação da Contag (ENFOC) sobre a interface dos Grupos de Estudos Sindicais (GES) com o programa Jovem Saber, com a Secretaria de Políticas Sociais da Contag sobre a Reforma da Previdência Social, e um forte debate sobre o cumprimento da cota mínima de 20% de jovens em todas as instâncias do movimento sindical.

Juventude e Agroecologia - No último dia do Salão do Jovem Saber Região Centro-Oeste, os(as) jovens participaram de um debate sobre “Juventude, Educação e Agroecologia: desafios para a permanência das Juventudes no Campo e Sucessão Rural”, no no VI Congresso Latino-Americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia e V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno.

Para a secretária de Jovens da Contag, Mônica Bufon Augusto, o tema desta mesa é de muita importância e dá a oportunidade de pensar o futuro que queremos para nosso País. “O nosso Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais defende há anos a agroecologia como instrumento fundamental para o desenvolvimento rural sustentável e solidário que defendemos. Junto com outros movimentos sociais do campo, construímos o Plano Nacional de Juventude e Sucessão Rural, onde a agroecologia está inserida na matriz de ações para fomentar o trabalho e a renda das juventudes rurais”, explica a dirigente, que foi uma das expositoras desta mesa.

Segundo Mônica, os(as) jovens rurais devem ser cada vez mais os protagonistas de uma visão diferente do mundo, contrária ao modelo explorador, concentrador e devastador que ainda é dominante. “Estamos trabalhando para que este atual modelo seja substituído por outro em que a prioridade seja a harmonia entre o homem e a natureza. As juventudes rurais já demonstram estar cada vez mais conscientes da necessidade de sistemas produtivos mais sustentáveis. Mas essa consciência precisa alcançar ainda muito mais jovens e, para isso, a educação tem um papel fundamental”, acredita.

E é nesse sentido que um dos temas trabalhados e que deve continuar a ser utilizado pelo Jovem Saber após a sua atualização é o da Agroecologia. “Sabemos que não é fácil implementar a Agroecologia. E se não discutirmos esse tema com a juventude será ainda mais difícil a sua implementação. E esse debate com jovens rurais e urbanos também foi interessante para conscientizar sobre a importância de consumir os produtos agroecológicos e orgânicos e de cobrar dos governos políticas de incentivo à redução do uso dos agrotóxicos na produção agropecuária”, destaca.

Após três dias de programação, Mônica faz uma avaliação bem positiva sobre o Salão realizado nesta semana. “Pudemos identificar que a juventude tem a expectativa que o programa seja mais atrativo, mais dinâmico, que traga mais materiais de apoio e agregando novas tecnologias, como vídeo-aulas, por exemplo. Esperamos que nas outras regiões os(as) jovens também contribuam com esse levantamento para que, no próximo ano, a gente consiga de fato deslanchar com o Jovem Saber em todo o País”, avalia a secretária de Jovens da Contag.

Ao todo serão três Salões Regionais do Jovem Saber. O próximo será o Salão da Região Nordeste, reunindo os estados nordestinos e os quatro do Sudeste, nos dias 3 a 5 de outubro, em Salvador/BA. O Salão Regional Norte acontecerá de 7 a 9 de novembro, em Belém/PA.

FONTE: Assessoria de Comunicação da Contag - Verônica Tozzi

FOTOS: César Ramos, Verônica Tozzi e Lívia Barreto

 

Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
 
 

 

2010 - 2017 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192