15.09.2017 - 11:41:36
Salões do Jovem Saber discutem a atualização do programa

A Contag sempre investiu em formação sindical e cidadã para os trabalhadores e trabalhadoras rurais. E um dos seus processos formativos é direcionado exclusivamente para a juventude rural, que é o Programa Jovem Saber, que foi criado há 13 anos.

O Jovem Saber utiliza o método de educação à distância, via internet, organizado a partir de grupos de estudo, dividido em oito módulos que tratam de temas que dialogam com o Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS). Ao longo dos anos, o Jovem Saber atingiu mais de 30 mil jovens, em mais de 4.300 grupos, e pode-se notar que o programa tem contribuído para o fortalecimento político da organização juvenil no movimento sindical e tem proporcionado o reconhecimento por parte da juventude sobre a importância da sindicalização.

Para avaliar a eficácia e debater a necessidade de atualização do programa, adequando às novas tecnologias e temáticas de interesse da Juventude Rural, a Secretaria de Jovens da Contag está realizando os Salões Regionais do Jovem Saber, e o primeiro aconteceu nos dias 11 e 13 de setembro de 2017, em Brasília, que foi o Salão do Jovem Saber Região Centro-Oeste, reunindo jovens dos estados do Distrito Federal e entorno, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além da juventude da Região Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná).

Essa atualização do Jovem Saber também visa aumentar o interesse da juventude rural pelo programa e que os grupos formados concluam todos os módulos. “Os Salões Regionais visam fazer um diagnóstico sobre o funcionamento dos grupos, o que precisa melhorar no conteúdo, no sistema e na forma de acesso, que materiais podem ser usados como subsídios para os grupos, como inovar para motivar os grupos, entre outras questões”, explica a secretária de Jovens da Contag, Mônica Bufon Augusto.

O jovem Jeilson Miranda Gazzola, de 24 anos de idade, é filho de agricultores familiares de Mato Grosso do Sul e participou do encontro. Passou a ter conhecimento sobre o programa a partir do Salão do Jovem Saber e acredita que essa formação pode contribuir e muito para o trabalho dos(as) jovens no meio rural e para a inserção na militância no movimento sindical. “Eu aprendi que a partir do programa Jovem Saber encontramos muitas informações e orientações. Se a gente se unir em associações e cooperativas, por exemplo, podemos encontrar maneiras de conseguir escoar a produção, a vencer os desafios, dando uma boa sustentabilidade para a gente no meio rural”, destaca Jeilson, que completa: “o aprendizado obtido com o Jovem Saber pode mudar a vida de muita gente, como mudou a minha vida”.

Além de discutir a avaliação do programa, o Salão do Jovem Saber também contou com momentos de análise de conjuntura e de debates. A doutoranda em Educação do Campo Maura Pereira dos Anjos fez uma exposição sobre o contexto da educação do campo, do desmonte das políticas públicas de educação, as dificuldades e os desafios do estudo no campo. “A luta pela educação do campo foi uma das que conseguimos avançar, mas agora vemos a ameaça de extinção de todos os programas. O que avançou foi mais na formação de jovens e adultos. Mas, na educação infantil e nas creches rurais não avançou nada”, avalia Maura.

Também houve uma conversa com a Escola Nacional de Formação da Contag (ENFOC) sobre a interface dos Grupos de Estudos Sindicais (GES) com o programa Jovem Saber, com a Secretaria de Políticas Sociais da Contag sobre a Reforma da Previdência Social, e um forte debate sobre o cumprimento da cota mínima de 20% de jovens em todas as instâncias do movimento sindical.

Juventude e Agroecologia - No último dia do Salão do Jovem Saber Região Centro-Oeste, os(as) jovens participaram de um debate sobre “Juventude, Educação e Agroecologia: desafios para a permanência das Juventudes no Campo e Sucessão Rural”, no no VI Congresso Latino-Americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia e V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno.

Para a secretária de Jovens da Contag, Mônica Bufon Augusto, o tema desta mesa é de muita importância e dá a oportunidade de pensar o futuro que queremos para nosso País. “O nosso Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais defende há anos a agroecologia como instrumento fundamental para o desenvolvimento rural sustentável e solidário que defendemos. Junto com outros movimentos sociais do campo, construímos o Plano Nacional de Juventude e Sucessão Rural, onde a agroecologia está inserida na matriz de ações para fomentar o trabalho e a renda das juventudes rurais”, explica a dirigente, que foi uma das expositoras desta mesa.

Segundo Mônica, os(as) jovens rurais devem ser cada vez mais os protagonistas de uma visão diferente do mundo, contrária ao modelo explorador, concentrador e devastador que ainda é dominante. “Estamos trabalhando para que este atual modelo seja substituído por outro em que a prioridade seja a harmonia entre o homem e a natureza. As juventudes rurais já demonstram estar cada vez mais conscientes da necessidade de sistemas produtivos mais sustentáveis. Mas essa consciência precisa alcançar ainda muito mais jovens e, para isso, a educação tem um papel fundamental”, acredita.

E é nesse sentido que um dos temas trabalhados e que deve continuar a ser utilizado pelo Jovem Saber após a sua atualização é o da Agroecologia. “Sabemos que não é fácil implementar a Agroecologia. E se não discutirmos esse tema com a juventude será ainda mais difícil a sua implementação. E esse debate com jovens rurais e urbanos também foi interessante para conscientizar sobre a importância de consumir os produtos agroecológicos e orgânicos e de cobrar dos governos políticas de incentivo à redução do uso dos agrotóxicos na produção agropecuária”, destaca.

Após três dias de programação, Mônica faz uma avaliação bem positiva sobre o Salão realizado nesta semana. “Pudemos identificar que a juventude tem a expectativa que o programa seja mais atrativo, mais dinâmico, que traga mais materiais de apoio e agregando novas tecnologias, como vídeo-aulas, por exemplo. Esperamos que nas outras regiões os(as) jovens também contribuam com esse levantamento para que, no próximo ano, a gente consiga de fato deslanchar com o Jovem Saber em todo o País”, avalia a secretária de Jovens da Contag.

Ao todo serão três Salões Regionais do Jovem Saber. O próximo será o Salão da Região Nordeste, reunindo os estados nordestinos e os quatro do Sudeste, nos dias 3 a 5 de outubro, em Salvador/BA. O Salão Regional Norte acontecerá de 7 a 9 de novembro, em Belém/PA.

FONTE: Assessoria de Comunicação da Contag - Verônica Tozzi

FOTOS: César Ramos, Verônica Tozzi e Lívia Barreto

 

Voltar | Início | Imprimir

Relacionadas:
 
 


Últimas Notícias

11.09.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
14.08.2019
Cerca de 80 lideranças do Brejo paraibano participam da 2ª Oficina de Base
12.08.2019
Cem mil mulheres mostram ao Brasil o poder das margaridas do campo, floresta e águas
12.08.2019
Marcha das Margaridas 2019 começa nesta terça (13)
17.07.2019
Cartilha da Trabalhadora Rural será lançada durante Marcha das Margaridas

 

2010 - 2019 - Direitos reservados.
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba - FETAG-PB
Av. Rodrigues de Aquino, 722 - Jaguaribe - João Pessoa / PB - Tel.: 83 - 3241-1192